Grupo SEG | O segmento de portaria remota impulsiona novas habilidades no mercado de trabalho.

Blog

O segmento de portaria remota impulsiona novas habilidades no mercado de trabalho.

Tudo muda em fração de segundos. A cada novo avanço tecnológico surgem novas demandas em diversos segmentos. Atualização essa que interfere no comportamento, rotina, mercado de trabalho, surgimento de novos produtos e serviços, exigindo novas habilidades a serem desenvolvidas e implementadas. Diversos trabalhos manuais vêm dando espaço para a tecnologia, automatizando processos e otimizando os recursos. A segurança condominial não ia ficar de fora das inovações. E a portaria remota está aí para evidenciar essas transformações.

    A mudança em sua maioria causa aquele friozinho na barriga. Nessa transição sempre encontramos o grupo de pessoas que irão se adaptar e outros que irão resistir as transformações tecnológicas. A cada nova era, uma evolução significativa acontece em nossa história, dando uma nova rota aos “moldes tradicionais”. Essas novas demandas e necessidades precisam ser solucionadas de uma forma diferente e os profissionais precisam acompanhar. No segmento condominial sempre tivemos o apoio do serviço do porteiro para promover a segurança do patrimônio e moradores. Como já mencionado os serviços e setores manuais são os mais impactados com as transformações tecnológicas. E a automação predial chegou para atender as novas demandas de segurança do patrimônio e outras necessidades do condomínio residencial.  Estudo de Oxford afirma que cerca de 700 ocupações correm o risco de ser extintas na próxima década devido ao uso da tecnologia. Segundo o professor isto sempre existiu, datilógrafos, perfuradores de cartões, inúmeras profissões do passado foram extintas e novas surgiram.

   A tecnologia busca ajudar a encontrar novas soluções dando mais praticidade, rapidez e comodidade para a gestão e quem usa. E no âmbito de portaria condominial a segurança é a chave da questão. Com a inclusão do sistema de portaria inteligente nos condomínios surgem novas possibilidades de atuação para quem trabalha na portaria. De acordo com a Abese (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança) o número de empresas de segurança eletrônica teve um crescimento de 13% registrado em 2020 e a expectativa é de maior crescimento. E outro dado importantíssimo da Associação é que 34,5% das empresas que atuam com portaria remota sempre ajudam na requalificação dos porteiros para trabalharem como atendentes, assistente técnico, assistente de manutenção, operadores remotos, segurança ou para dar o suporte a portarias híbridas. Esses dados apresentam um novo direcionamento para os profissionais que atuam na portaria. Como citado, alguns condomínios operam de forma híbrida, permanecem com a portaria convencional no horário comercial e no período da noite, passam o comando da portaria para a central de monitoramento 24hs. Essa é uma forma sutil de adaptação para implementar o serviço de portaria remota no local.

   Ninguém gosta ser pego de surpresa, o “caminho das pedras” é se atualizar e se preparar. A portaria remota nos mostrar que independente do segmento a automatização está aí para revolucionar, dando novas soluções ao dia a dia. A cada mudança tecnológica e comportamento do mercado uma nova oportunidade para se reinventar.

#portariaremota #mercadodetrabalho #transformaçõestecnologicas #tecnologia



Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.